Weby shortcut
Icone Instagram
Icone Linkedin
Icone YouTube
Universidade Federal de Goiás
E-book Cegraf

Aumenta demanda por e-books no Cegraf

Criada em 11/12/18 11:15. Atualizada em 17/12/18 14:26.

Desde 2013, 28 livros digitais já foram publicados com as chancelas da Editora UFG, Editora da Imprensa Universitária e Gráfica UFG

Luiz Felipe Fernandes

Ebooks

A cada ano cresce a participação do livro digital – o e-book – no mercado editorial em todo o mundo. O Brasil acompanha a tendência com a adesão das editoras ao formato, além da popularização dos chamados readers, aparelhos eletrônicos que funcionam como leitores de obras digitais, com o Kindle e o Kobo.

O e-book também já é uma realidade no Centro Editorial e Gráfico da Universidade Federal de Goiás (Cegraf/UFG) desde 2013, quando foi publicado o primeiro livro digital. Atualmente há 28 títulos publicados nesse formato, classificados pelas suas chancelas editoriais: Editora UFG, Editora da Imprensa Universitária e Gráfica UFG.

Os e-books editados pelo Cegraf podem ser acessados gratuitamente.

O diretor do Cegraf, Anton Corbacho Quintela, ressalta que essa tendência não implica em substituição do livro impresso. Trata-se de uma alternativa à versão física da obra que, no caso de uma instituição pública como a UFG, representa economia de recursos provenientes da impressão gráfica: gastos com insumos (chapa, tinta, papel, toner, cola etc.), com máquinas e com pessoal.

No entanto, a grande vantagem é para os autores e organizadores. "Suas obras, divulgadas como e-books, podem ser acessadas gratuitamente por qualquer pessoa de qualquer parte do mundo a qualquer momento, o que aumenta incrivelmente a divulgação das pesquisas e as possibilidades de impacto no campo acadêmico", observa Anton.

 

Acesso facilitado

O diretor do Cegraf considera ainda que, diante da diminuição no consumo de livros impressos no Ocidente, o e-book se apresenta como uma boa opção de acesso às obras. "Um livro em papel que pode ser lido por 200 pessoas passa, como e-book, a poder ser consultado por milhares de pessoas", pontua.

Na UFG, tem aumentado a demanda do meio digital para as obras por parte de autores e organizadores. Além disso, quase todas as revistas dos Programas de Pós-Graduação são eletrônicas. Os caminhos para a publicação de um e-book pelo Cegraf são os mesmos para o impresso. 

Fonte: Secom UFG

Categorias: Arte e Cultura