Weby shortcut
Icone Instagram
Icone Linkedin
Icone YouTube
Universidade Federal de Goiás
dívida setor público

Você sabe o que é dívida pública?

Criada em 12/06/19 17:59. Atualizada em 17/06/19 17:28.

Para o professor Everton Rosa, atuação do Banco Central hoje é um dos grandes entraves

Todos já vimos falar sobre a dívida pública brasileira. No entanto, sempre que se fala de orçamento público, pouco se é dedicado a explicar sobre o valor gasto para pagar juros e amortização da dívida. Para o professor da Faculdade de Administração, Ciências Contábeis e Ciências Econômicas da UFG, Everton Rosa, dívida pública é o que o Estado deve pelos títulos públicos detidos por cidadãos ou bancos que adquirem esses papeis financeiros. Mas como isso atrapalha? Para ele isso é controverso, pois a dívida pública pode até ajudar se for feita para ajudar o investimento. Segundo ele, as reformas que o governo diz serem para diminuir a dívida pública, na verdade não são.

Ele afirma que desde 2015 o governo diz ser preciso fazer cortes para a economia reagir, mas na opinião dele isso é equivocado. Para Everton o investimento é a única forma de sair da crise e, enquanto o investimento na economia está sendo maior por parte do Estado, a dívida pública piora, mas a longo prazo, com a alavancagem da economia, o quadro da dívida pública melhora. Ele diz que temos uma política perversa onde o Banco Central conduz uma política monetária pró-endividamento, o que faz com que a dívida pública pese para o cidadão na hora da distribuição dos recursos orçamentários.

E como resolver a questão da dívida? Para ele, o primeiro passo é reduzir a taxa de juros. O segundo é amortizar mais dívidas e rolar menos dívidas. Mas o principal é a mudança da atuação do Banco Central: "Do jeito que o Banco atua priorizando inflação e não emprego e produção, fazendo combate da inflação pró-endividamento, o cenário não muda". E quem são os detentores da dívida pública? Segundo o professor, o maior detentor é o próprio Banco Central que a utiliza para atuar na política monetária. Para ele é preciso rever essa atuação e ser mais transparente: "A dívida pública é um problema nunca mostrado".

Ele também ressalta que a dívida é parte do sistema: "O capitalismo é um sistema que funciona com dinheiro emprestado". Em momentos de crise o Estado se endivida para manter a economia funcionando: "Todo pós-crise é feito com base em endividamento público" em todo o mundo. E o endividamento cai quando a economia se recupera, mas aí a iniciativa privada começa a investir. Se a economia privada não faz investimento e o estado também não, a economia não anda. Mas que dívidas são benéficas? Para ele são benéficas as dívidas para investimentos, como infraestrutura e aeroportos e não para o consumo.

Confira a entrevista completa produzida pela TV UFG no Programa Conexões:

 

 

Fonte: Secom UFG

Categorias: Humanidades