Icone Instagram
Icone Linkedin
Icone YouTube
Universidade Federal de Goiás
Coronavirus

Dez projetos de pesquisa da UFG sobre Covid-19 são aprovados pela Fapeg

Em 10/07/20 13:08. Atualizada em 10/07/20 13:11.

Projetos da Universidade auxiliam no enfrentamento da pandemia nas diversas áreas de conhecimento

Os 10 projetos de pesquisa e inovação da Universidade Federal de Goiás aprovados na chamada emergencial da Fundação de Amparo à Pesquisa de Goiás (Fapeg) abarcam o universo diverso de estudos realizados pela Universidade, que vêm buscando soluções para o enfrentamento à pandemia. Desde a área de Educação à Saúde, a UFG coloca à disposição da sociedade conhecimentos e ações que contribuem para a melhor adaptação social e para o combate ao vírus.

As propostas foram escolhidas tendo como critérios, entre outros, os aspectos de inovação, parcerias propostas, alcance da pesquisa e mérito científico. O objetivo foi identificar projetos em todas as áreas do conhecimento que pudessem contribuir de forma relevante para reduzir os impactos da pandemia de Covid-19 e facilitar o direcionamento de esforços e de recursos para a tomada de ações estratégicas em Goiás. 

As pesquisas selecionadas vão receber investimentos total de cerca de R$ 1,2 milhão da Fapeg. A iniciativa foi realizada em parceria com a Secretaria Estadual da Saúde e Secretaria de Estado de Desenvolvimento e Inovação (Sedi), por meio da Subsecretaria de Ciência, Tecnologia e Inovação.

 

PROJETOS DA UFG APROVADOS

Estratégia Acelerada por Inteligência Artificial para Reposicionamento e Descoberta de Fármacos para Covid-19

Apresentado por Carolina Horta Andrade (UFG), estudo busca reposicionar fármacos já aprovados para uso em humanos e identificar novos candidatos a fármacos para o tratamento da Covid-19 com potencial para rápido desenvolvimento clínico. Os estudos serão realizados através de uma abordagem multidisciplinar que envolverá desenvolvimento e aplicação de ferramentas de inteligência artificial, ensaios de triagem virtual, ensaios enzimáticos e biofísicos, testes de atividade antiviral em cultura de células em laboratório de contenção biológica nível 3, caracterização estrutural dos complexos proteína-ligante, síntese e otimização de análogos, para a identificação de compostos eficazes úteis no tratamento da Covid-19.

 

Diagnóstico molecular rápido para Covid-19

Liderado por Gabriela Rodrigues Mendes Duarte, da Universidade Federal de Goiás (UFG), o projeto tem dois objetivos: 1) desenvolver, otimizar e validar um teste rápido em escala convencional (tubos) para o monitoramento do Covid-19 por meio de avaliação molecular de pacientes com suspeita de infecção causada pelo vírus visando o controle da pandemia no Estado de Goiás; e 2) adaptar a metodologia desenvolvida em tubos para dispositivos microfluídicos descartáveis de baixo custo que tem grande potencial para aplicações no ponto de necessidade (point-of-care).

 

Avaliação de Polimorfismos dos Genes ECA e ECA2 na Susceptibilidade a Manifestações mais Graves da Covid-19

Proposta apresentada por Gustavo Rodrigues Pedrino (UFG) tem como objetivo avaliar a influência de polimorfismos dos genes ECA e ECA2 sobre a susceptibilidade ao desenvolvimento de manifestações mais agressivas e letalidade por Covid-19 em uma amostra de pacientes hospitalizados da população goiana, com diagnóstico confirmado de infecção por SARS-CoV-2. O estudo propõe avaliar a aplicabilidade destes polimorfismos como ferramenta para auxiliar na tomada de decisões quanto ao uso da medicina personalizada no combate e tratamento da Covid-19.

 

Monitoramento da circulação do novo coronavírus SARS-CoV-2 em área com adoção precoce de medidas de controle

Apresentado por João Bosco Siqueira (UFG), a pesquisa busca identificar a circulação viral e a evolução de transmissão do novo coronavírus (SARS-CoV-2) no estado de Goiás, por meio de inquéritos sorológicos sequenciais. Além disso, o estudo irá avaliar a acurácia do teste rápido a ser utilizado em comparação com metodologia padrão e produzir novos parâmetros epidemiológicos baseados na real circulação do vírus para alimentar os modelos de predição de cenários a médio prazo.

 

Diagnóstico molecular de Coronavírus (SARS-COV-2) e mapeamento do genoma viral em Goiás

Pesquisa apresentada por Mariana Pires de Campos Telles (UFG) que busca contribuir com a ampliação da oferta da testagem maciça da população goiana, disponibilizando o serviço de diagnóstico molecular de Coronavírus por PCR em tempo real, para a população no Estado. Além disso, pretende sequenciar o genoma do vírus que está circulando em Goiás, a fim de conhecer a real diversidade do patógeno e contribuir com o estabelecimento das rotas de transmissão, mantendo uma vigilância genética viral, que será importante para o entendimento da quantidade e da forma com que a doença está se espalhando no estado e em relação ao país.

 

SARS-CoV-2 em Goiás: Estimativa da soroprevalência na população estudada, perfil de excreção, antigenicidade, variabilidade e evolução viral

Apresentada por Menira Borges de Lima Dias e Souza (UFG) projeto tem como objetivo estimar a soroprevalência, avaliar o perfil de excreção viral em diferentes espécimes clínicos em pacientes positivos para o SARS-CoV-2 e proceder à caracterização molecular e bioinformática das amostras positivas, com ênfase em aspectos da antigenicidade e evolução viral

 

Avaliação do Desempenho de Testes Rápidos na Detecção Salivar do Novo Coronavírus (Covid-19)

Estudo tem como objetivo avaliar a acurácia de testes rápidos na detecção salivar de marcadores do Covid-19 para fins de diagnóstico e estudos epidemiológicos. Apresentado por Nadia do Lago Costa (UFG), a pesquisa pretende validar testes rápidos, com utilização de amostra salivar, que sejam acurados e possibilitem a identificação de indivíduos suscetíveis e doentes, que deverão ser encaminhados rapidamente para o tratamento ou demais condutas necessárias, diminuindo, assim, o risco de contaminação e acompanhamento da evolução da doença.

 

Produção de álcool gel 70% com polímeros de Poliglicerol como alternativa ao uso de Carbopol 940

Proposta de Nelson Roberto Antoniosi Filho (UFG) pretende desenvolver formulações de álcool gel 70% com espessantes alternativos ao Carpobol 940 com garantia da eficácia, qualidade e segurança para uso de profissionais na linha de frente das ações de combate a infecções transmissíveis e da população em geral.

 

Trabalho pedagógico com tecnologias digitais e móveis na rede pública de educação básica durante o período de suspensão das aulas presenciais pelo contingenciamento Covid-19

Apresentada por Rosemara Perpétua Lopes (UFG) pesquisa busca investigar o trabalho pedagógico com tecnologias digitais, móveis ou não, nas aulas não presenciais ministradas durante o período de suspensão de aulas previsto na Resolução 02/2020, do Conselho Estadual de Educação de Goiás.

 

Identificação de componentes imunológicos celulares e moleculares associados à Covid-19: perspectivas para estratégias terapêuticas e vacinais

Apresentada por Simone Gonçalves da Fonseca (UFG), proposta pretende avaliar o perfil de citocinas, quimiocinas e fatores de crescimento em plasma ou soro de indivíduos infectados pelo SARS-CoV-2, com diferentes formas clínicas em relação aos indivíduos controle não infectados. Estudo busca ainda: avaliar o perfil fenotípico de subpopulações de linfócitos T, linfócitos B, monócitos, e ativação celular nos indivíduos infectados pelo SARS-CoV-2 com diferentes formas clínicas em relação aos indivíduos controle não infectados;  investigar se há um perfil funcional diferencial da resposta imune antígeno-específica, dirigidas a antígenos do SARS-CoV-2 em indivíduos infectados, com diferentes formas clínicas em relação aos indivíduos controle não infectados; caracterizar os perfis transcriptômicos no sangue periférico ou em células mononucleares do sangue periférico e os perfis metabolômicos no plasma, urina ou outros fluidos corporais de indivíduos infectados e controles não infectados; e realizar a análise e integração dos dados gerados no estudo.

 

Fonte: Fapeg

Categorias: Institucional