Weby shortcut
Icone Instagram
Icone Linkedin
Icone YouTube
Universidade Federal de Goiás
Curta o Câmpus maio de 2019

Edição inverno do Curta o Câmpus leva atividades para a Praça Universitária

Criada em 18/05/19 20:05. Atualizada em 20/05/19 16:02.

Realizado pela primeira vez no Câmpus Colemar Natal e Silva, evento teve como foco a saúde e o bem-estar

Luiz Felipe Fernandes

Curta o Câmpus maio de 2019

O clima ameno do fim de semana fez jus à edição de inverno do Curta o Câmpus, projeto da Universidade Federal de Goiás (UFG) que promove atividades gratuitas de recreação, lazer, cultura, saúde e bem-estar para a comunidade. Pela primeira vez, a ação ocorreu no Câmpus Colemar Natal e Silva, na Praça Universitária, durante toda a manhã de sábado (18/5).

O foco desta segunda edição de 2019 foi a qualidade de vida. Foram realizados testes de glicemia, aferição de pressão, auriculoterapia, aromaterapia, entre outras práticas integrativas. Também estavam presentes integrantes do Programa Saudavelmente, da UFG, e do Coletivo Gerarte, da Associação de Trabalho e Prevenção Solidária de Saúde Mental, ligado à Secretaria Municipal de Saúde.

Curta o Câmpus maio de 2019

Sessões de ioga estavam entre as atividades físicas oferecidas no evento. O trabalho de orientação voltado para a saúde também foi realizado por estudantes de Nutrição, que apresentaram o sal de ervas, condimento composto por sete ervas desidratadas e utilizado como estratégia para a redução do consumo de sal. O produto chamou a atenção da família Oliveira Silva, assídua do Curta o Câmpus.

"Participamos de todas as edições e sempre ficamos ansiosas aguardando as próximas", relatou Fernanda Cinthya de Oliveira Silva. Mestre em Ensino em Educação Básica pela UFG, Fernanda tem uma filha que estuda no Centro de Ensino e Pesquisa Aplicada à Educação (Cepae) e estava acompanhada da irmã e da mãe, Débora e Helena de Oliveira Silva.

Curta o Câmpus maio de 2019

Para as crianças

Como nas outras edições, os brinquedos e oficinas fizeram sucesso entre as crianças. Opções não faltaram: construção de objetos de papel (papercraft), biloquê, aeromodelos e jogos matemáticos foram algumas das atrações. Helena Prudente, de 5 anos, aprendeu a fazer o próprio biloquê, usando garrafa pet e barbante.

A atividade faz parte do projeto Engenheiros da Infância, que aproxima estudantes dos cursos da área de engenharia a unidades de educação infantil. Amanda Kozlowski, que está no sétimo período do curso de Engenharia Mecânica, explica que uma das ações do projeto é a identificação de necessidades estruturais em Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs). Ela cita o exemplo do CMEI Cecília Meireles, onde foi verificado um problema de acústica entre duas salas. Outra ação consiste na fabricação de brinquedos, como o biloquê feito com material reciclável.

Curta o Câmpus inverno

Para a mãe de Helena, Thaise Prudente, além das diversas atividades, o Curta o Câmpus é uma oportunidade de conhecer os espaços da instituição. Thaise é servidora técnico-administrativa da Faculdade de Educação Física e Dança (Fefd) e avaliou positivamente o fato de a ação ter sido realizada na Praça Universitária.

Diversidade cultural

Indígenas de quatro etnias - xerente, karajá, guajajara e kamayurá - marcaram presença no Curta o Câmpus. Estudante de Direito da UFG, Leomar Xerente falou da importância da diversidade cultural no ambiente universitário. "Quando viemos da aldeia para a Universidade, é um choque cultural, por isso temos que ocupar esses espaços".

Já o teatro do Centro Cultural UFG foi palco para a apresentação do duo voz e piano dos músicos Nillo e Alice Cunha, de Campo Grande. O casal interpretou obras do compositor brasileiro Heitor Villa-Lobos e finalizou com a consagrada canção Carinhoso, de Pixinguinha.

Aproximação

Com a expansão do projeto, a vice-reitora da UFG, Sandramara Matias Chaves, considerou que o Curta o Câmpus tem cumprido o objetivo de aproximar cada vez mais a Universidade da sociedade. "Queremos que a comunidade conheça e usufrua os espaços da UFG e que possa participar dessas atividades".

"Este projeto é para a comunidade", reforçou a pró-reitora de Extensão e Cultura, Lucilene Maria de Sousa, que afirmou ainda que o desejo inicial sempre foi o de levar a ação para além do Câmpus Samambaia. Ela destacou ainda a importância do tema escolhido para esta edição, com enfoque para a saúde mental e a qualidade de vida.

Ainda estão previstos dois Curta o Câmpus para o segundo semestre, em 17 de agosto (Primavera) e em 9 de novembro (Verão). O projeto é realizado pela Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (Proec), em parceria com a Federação do Comércio do Estado de Goiás (Fecomércio-GO), Serviço Social do Comércio (Sesc) e Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac).

Fonte: Secom/UFG

Categorias: Institucional