Weby shortcut
Icone Instagram
Icone Linkedin
Icone YouTube
Universidade Federal de Goiás
Revelando Memórias

Minicurso apresenta arquivos históricos da Ditadura Militar

Criada em 10/06/19 11:38. Atualizada em 11/06/19 12:47.

Um dos objetivos foi promover o acesso às ferramentas de acesso aos bancos de dados

Augusto César Araújo

O minicurso aproximou os arquivos do antigo Departamento de Ordem Política e Social de Goiás, sob a guarda da UFG, de estudantes e pesquisadores. Organizado pelo Centro de Informação, Documentação e Arquivo (Cidarq), a atividade fez parte do seminário “Revelando Memórias - 10 anos: pesquisa e extensão com documentos do Dops-GO”, vinculado à programação da 3ª edição da Semana Nacional de Arquivos, promovida pelo Arquivo Nacional e Fundação Casa Rui Barbosa.

Revelando MemóriasRodolfo Peres apresenta os arquivos aos participantes (Fotos: Giovana Paula)

Ministrado por Rodolfo Peres Rodrigues, arquivista do Instituto Federal Goiano (IFGoiano), o minicurso, realizado em formato de oficina, dividiu os participantes em duas frentes, que se revezaram ao longo da atividade: enquanto um grupo observava de perto alguns dos arquivos conservados pela UFG; outro participava de um exercício prático de fichamento de arquivos, realizado com cópias de documentos.

Rodolfo mostrou aos participantes dossiês, fotografias e fichas de algumas investigações realizadas pelo Dops, recortes de jornal e cartas da época. Todos esses arquivos podem ser acessados em escala local pelo site do Cidarq ou em escala nacional pelo site do Arquivo Nacional .

“Nós tivemos a ideia de oferecer esse minicurso para poder dar ferramentas aos participantes para eles poderem

Revelando MemóriasServidor da UFG, Flávio Diniz, destaca o acesso público dos arquivos

ter condições de acessar de uma forma mais prática o banco de dados do Memórias Reveladas”, afirmou Flávio Pereira Diniz, coordenador de Documentação Permanente e Memória Institucional do Cidarq, e técnico em assuntos educacionais.

A oficina foi aberta para todos os públicos, mas contou com uma presença e enfoque maior da área de História. “Como a gente está fazendo um exercício de documentação e mexendo com arquivos, que são a principal fonte de trabalho do historiador, isso acrescenta muito para nós”, afirmou Ana Raquel, estudante do 5° período do curso de História.

Fonte: Secom UFG

Categorias: Humanidades