Weby shortcut
Icone Instagram
Icone Linkedin
Icone YouTube
Universidade Federal de Goiás
Politizar

Coordenadora do Politizar participa de Estágio Visita em Brasília

Criada em 02/09/19 16:54.

Jovens tiveram uma semana cheia de oficinas, palestras, simulações e visitas pelo Congresso Nacional

A coordenadora de comunicação do projeto Politizar e estudante de Jornalismo, Gabriela Macêdo participou da 5ª edição de 2019 do Estágio Visita, juntamente com cerca de outros 70 estudantes de graduação e pós-graduação. O programa ocorreu de 26 a 30 de agosto em Brasília. Chancelado pela Segunda-Secretaria da Câmara dos Deputados e conduzido pela equipe do Centro de Formação, Treinamento e Aperfeiçoamento (Cefor), o programa visa fornecer aos jovens o incentivo ao diálogo com o diferente, integrar pessoas de diferentes culturas, a participação democrática e o exercício da cidadania. O tema escolhido para discussão nessa edição foi a ‘violência contra mulher e feminicídio’.

Politizar

Participantes se reúnem em frente ao Congresso Nacional. (Foto: Rafael Fontes)

“O Estágio Visita proporciona aos estudantes uma imersão nos bastidores da política brasileira, além de uma intensa troca de culturas e pontos de vista ideológicos diferentes. Esse objetivo é trabalhado por meio de temas importantes para o Brasil, que retratam as mais diversas regiões do país”, disse Rafael Fontes, jornalista e monitor da Câmara dos Deputados. 

Ao longo da semana foram realizadas palestras sobre o sistema legislativo, visitas à Câmara dos deputados, oficinas de preparação para as missões atribuídas aos estudantes e simulações de representação pública. Esse programa é realizado periodicamente na Câmara dos Deputados, emite certificação de 40 horas aos presentes em 100% das atividades e fornece hospedagem de domingo a sábado, alimentação, transporte aos estudantes. “Foi uma experiência transformadora, onde nós aprendemos a olhar o outro com respeito e disposição para dialogar; além de sairmos da bolha que nos cerca, já que convivemos por uma semana com pessoas de todas as regiões do país. Sou muito grata pela oportunidade de ter participado”, afirma Gabriela. 

No primeiro dia, pela manhã, os estagiários foram recebidos com dinâmicas de integração e uma apresentação elaborada sobre o programa e as atividades que seriam realizadas ao longo da semana. Ainda na segunda-feira (26), foram realizadas duas palestras ‘Democracia e o papel do Parlamento’ e ‘Mídia e Democracia’, pela jornalista Verônica Lima. Para encerrar a programação diária e preparar os jovens para a missão que lhes seria atribuída no restante da semana, foi realizada uma oficina de ‘Produção de Conteúdo para as Mídias Sociais’, pela jornalista Maíra Brito.

O segundo dia contou com palestra apenas em parte do período matutino, que foi realizada pelo especialista Lucas Cordova e teve como principal objetivo a compreensão do processo legislativo e sua dinâmica política. Durante o restante do dia, foi realizada uma preparação para a simulação que ocorreria no último dia, a gravação do programa #Ocupação, na TV Câmara, além de uma visita ao Plenário para que os universitários acompanhassem a Ordem do Dia. 

Na quarta-feira, terceiro dia do estágio, a programação fixa se restringiu ao período matutino. Em suma, foi destrinchado aos estudantes o funcionamento das comissões legislativas e como tramitam os projetos de lei. Também pela manhã, os jovens puderam acompanhar de perto as comissões que desejassem na Câmara dos Deputados. O período vespertino foi reservado para a realização das missões que os estagiários ficaram encarregados de realizar, com data de entrega no penúltimo dia do estágio.

Durante a manhã do quarto dia, foram apresentados os resultados das missões. À tarde, foram realizadas discussões sobre o sistema eleitoral e a reforma política e sobre a participação da mulher na política. Por fim, no último dia, foi realizada a simulação “E se eu fosse parlamentar?”, momento em que os estudantes representam funções parlamentares simulando uma comissão. Em suma, os jovens deputados precisavam votar contra ou a favor do parecer do relator. Nesta ocasião, o relator era contra a posse de armas pelas mulheres e castração química para estupradores. Ambas as questões apresentadas foram relacionadas ao tema principal da edição: Violência contra a mulher e feminicídio. 

Durante o encerramento do programa, na sexta-feira, foram realizadas diversas reflexões acerca da experiência vivida e os conhecimentos adquirida, além da entrega dos certificados daqueles que tiveram presentes em todas as atividades do Estágio Visita.

Ao integrar um dos setenta participantes do Estágio-Visita, Danilo Mendes, mestrando em Estudos de Fronteiras na Universidade Federal do Amapá (UNIFAP), afirma que essa experiência o fez observar como a política é construída no dia a dia, o fornecendo ferramentas para refletir e fazer uma avaliação crítica quanto ao cenário atual. “Isso me dá maior propriedade para discutir, enquanto professor, com meus alunos acerca da política brasileira e a sua importância para garantir um futuro mais igualitário e socialmente justo para eles”, relatou. 

Fonte: Secom UFG