Weby shortcut
Icone Instagram
Icone Linkedin
Icone YouTube
Universidade Federal de Goiás
oficina

Servidores participam de oficina para debater saúde mental

Criada em 28/01/20 17:03. Atualizada em 29/01/20 17:49.

A atividade faz parte da campanha Janeiro Branco, organizada pelo Siass/UFG

Beatriz de Oliveira

O Subsistema Integrado de Atenção à Saúde do Servidor (Siass) organizou uma série de oficinas itinerantes em diversas unidades da Universidade Federal de Goiás (UFG) como parte da campanha Janeiro Branco, que tem uma perspectiva de prevenção do adoecimento emocional. Este é o terceiro ano em que atividades ligadas ao Janeiro Branco são realizadas na UFG, e o objetivo é dar mais visibilidade ao tema da saúde mental, contribuindo para que ela seja discutida também no espaço organizacional. O evento é realizado com apoio da Diretoria de Atenção à Saúde do Servidor (DASS) e da Pró-reitoria de Gestão de Pessoas (Propessoas).

Robert Veras, psicólogo do Siass/UFG que conduziu o encontro que ocorreu no dia 24 de janeiro na Faculdade de Educação Física e Dança (FEFD/UFG) o dividiu em dois momentos: primeiro foi feita uma roda de conversa com os servidores presentes, que compartilharam as suas percepções sobre o que é saúde mental e o que eles têm feito para cultivá-las; depois foi feita uma prática de meditação guiada.

oficina
Robert Veras conduzindo a oficina. (Fotos: Natália Cruz)

Os participantes compartilharam suas concepções de saúde mental, que eles descreveram como o cultivo de boas relações e boas companhias; a busca pelo equilíbrio em todos os aspectos cotidianos, tanto pessoais como profissionais; ter uma dimensão real dos problemas; estar satisfeito com quem você é; ter hobbies e praticar atividades físicas. Robert comentou que foram apresentados vários aspectos e facetas da saúde mental, e ressaltou a noção de saúde mental dentro de um contexto de saúde global, que envolve também o corpo e uma saúde física: "Achei interessante como comentaram que se nossa saúde física não está bem, provavelmente a saúde mental também não está e vice e versa. Uma influencia na outra", exclamou.

oficina
Servidores e docentes da FEFD apresentaram seus conceitos de saúde mental na roda de conversa.

Robert então delimitou os aspectos especificamente relacionados com o bem-estar mental. O primeiro deles são os nossos pensamentos: "É como pensamos a realidade, as nossas crenças. É o aspecto nosso que elabora juízos de valor sobre o mundo", explicou. O segundo aspecto é a afetividade, que diz respeito à busca pela conexão uns com outros: "Somos seres que buscamos ter a percepção de pertencimento com um grupo. O contrário dessa conexão é o isolamento, quando não me percebo fazendo parte desse meio social", descreveu. O terceiro é a vontade, ou desejo, que é mais motivacional. Um último aspecto é a atenção, que é a nossa capacidade de dirigir nossa consciência para as experiências, para as respostas emocionais e físicas do nosso corpo para o ambiente.

Por fim, houve uma sessão de meditação guiada, que é um exemplo de prática atencional, que é importante para trabalhar o equilíbrio e a atenção e, posteriormente, os demais aspectos ligados à saúde mental. Essa prática desenvolve três qualidades: relaxamento, quietude/estabilidade e vivacidade. O desenvolvimento dessas qualidades é importante para que elas possam ser usadas no cotidiano, tanto em situações estressoras quanto em momentos alegres.

Fonte: Secom/UFG

Categorias: saúde