Icone Instagram
Icone Linkedin
Icone YouTube
Universidade Federal de Goiás
Integridade Acadêmica nova versão

INTEGRIDADE ACADÊMICA

Criada em 06/04/20 14:42. Atualizada em 12/05/20 18:51.

Integridade Acadêmica nos tempos de Covid-19

Tatiana Duque Martins

Tatiana Duque


A COVID-19 (Coronavirus Disease-19) é uma pandemia. Uma nova doença totalmente desconhecida que, apesar de ter uma taxa de mortalidade relativamente baixa, quando comparada às das doenças correlacionadas a ela, como Severe Acute Respiratory Syndrome (SARS) de 2003 e Middle East Respiratory Syndrome (MERS) de 2012, a rapidez com que se dissemina e o fato de não haver defesas para ela no organismo humano, a torna altamente perigosa.

O conhecimento sobre o vírus e suas formas de atuação é, portanto, fundamental para o rápido desenvolvimento de vacinas, medicamentos e tratamentos efetivos. É também o mecanismo de que dispomos para nos prepararmos para outras situações como essa.

No entanto, conhecimento que pode ser aplicado deve ser produzido responsavelmente, considerando todos os aspectos relacionados à reprodutibilidade de experimentos e dados, ao respeito aos direitos humanos e animais e ao método científico, e isso leva tempo.
Diversas editoras de periódicos científicos têm buscado colaborar com a rápida disseminação do conhecimento, permitindo acesso livre às publicações relativas ao vírus SARS-Cov-2, numa maneira de acelerar o desenvolvimento das terapias efetivas ao COVID-19. Por exemplo, The Lancet lançou o COVID-19 Resource Centre (https://www.thelancet.com/coronavirus?dgcid=kr_pop-up_tlcoronavirus20 ), a Elsevier criou o Novel Coronavirus Information Center, permitindo acesso a mais de 20.000 artigos científicos sobre o assunto (https://www.elsevier.com/connect/coronavirus-information-center ), a Wiley lançou o COVID-19: New Coronavirus Outbreak e permitiu acesso a diversos artigos científicos e livros de relevância (https://novel-coronavirus.onlinelibrary.wiley.com ) e a Springer habilitou acesso a mais de 400 livros eletrônicos gratuitamente (https://link.springer.com/ ).
No entanto, há a necessidade de nos mantermos alertas quanto à qualidade do peer-review que tem sido envolvido nas publicações. A BioRxiv, uma plataforma que concede acesso a pre-prints de trabalhos científicos da medRxiv e bioRxiv e mantida pelo Cold Spring Harbor Laboratory ( https://www.biorxiv.org/), tem tornado públicos diversos trabalhos científicos com o tema COVID-19, alertando para o fato de não terem passado por revisão por pares.
Nos tempos de pandemia, fica na mão dos cientistas zelar pela integridade acadêmica das publicações. Mais do que nunca, devemos compreender que o conhecimento publicado se perpetua e afeta diretamente a qualidade da ciência que se desenvolverá a partir dele. É indispensável compreender os riscos da publicação e compreender que é extremamente necessário zelar pela integridade acadêmica e que nossa responsabilidade vai além das vaidades.

*Tatiana Duque Martins é Professora Associada do Instituto de Química da UFG e Coordenadora do Comitê de Integridade Acadêmica – CIA/UFG

Fonte: Secom UFG

Categorias: colunistas IQ