Icone Instagram
Icone Linkedin
Icone YouTube
Universidade Federal de Goiás
Semana da Paz Cepae

Semana pela Cultura da Paz é promovida no Cepae

Em 11/08/22 12:30. Atualizada em 11/08/22 12:30.

Iniciativa tem como objetivo oferecer e discutir ações pedagógicas para evitar práticas de violência

Michely Moura Loures

O bullying pode ser definido como uma prática de atos de violência física ou psicológica, intencionais e recorrentes contra uma determinada vítima. Infelizmente, é comum em escolas em meio a crianças e adolescentes, e medidas pedagógicas são necessárias para frear sua continuidade. Pensando nisso, o Centro de Ensino e Pesquisa Aplicada à Educação (Cepae) da UFG realizou a primeira edição da Semana pela Cultura da Paz, em conjunto com a Secretaria de Promoção da Segurança de Direitos Humanos (SDH) e a Pró-Reitoria de Graduação (Prograd), por meio da Coordenação da Educação Básica, vinculada à Diretoria de Desenvolvimento do Ensino e instituições parceiras. 

O evento tem como objetivo promover uma discussão com todos os membros da comunidade escolar sobre violência nesses ambientes, e encontrar meios pedagógicos para impedir que atos violentos de qualquer forma aconteçam. Durante toda a semana, novas reuniões e discussões foram realizadas, incluindo eventos na quarta-feira (10/08) e no sábado (13/08). Na segunda, o evento contou com a participação da reitora Angelita Pereira de Lima e do secretário da SDH, professor Ricardo Barbosa de Lima. Também estavam presentes a pró-reitora Adjunta de Graduação e diretora da Diretoria de Desenvolvimento do Ensino, professora Heliny Carneiro Cunha Neves e a diretora da Cepae, Neisi Maria da Guia. Além disso, o sargento Edgar Elias dos Reis, convidado da Polícia Militar do Estado de Goiás, falou sobre a cultura da paz e convivência na escola. 

Semana da Paz Cepae

A reitora Angelita Lima considera que esse tipo de evento é importante e necessário para enfrentar a violência em seus diversos níveis, e pode ainda ser estendido para outros níveis de educação na UFG, como em unidades acadêmicas e pela Secretaria de Direitos Humanos e Segurança. Ela ainda acrescentou que eventos como o promovido na Cepae é o começo da discussão para não só impedir que violências como o bullying aconteçam, mas também uma forma de ajudar na criação de mecanismos para lidar com várias outras formas de violência presentes na sociedade. 

“Nós precisamos que as nossas crianças e os nossos adolescentes nesse ciclo completo da formação tenham contato de forma mais complexa com esse tema, no sentido de criar mecanismos para rechaçar o comportamento violento. Então, isso se faz com educação, com formação, com motivação, com afeto, com desenvolvimento de mecanismos, como palestras e formas pedagógicas de discutir a violência, seja o bullying, seja a violência doméstica, seja violência no trânsito, seja a violência entre colegas”, afirmou a reitora.

A coordenadora da Educação Básica e organizadora do evento, professora Larissa de Mello Evangelista, disse que o evento é importante porque, ao invés de impor um assunto aos alunos, ajuda a discutir sobre. “Faz um trabalho de discussão com os alunos. Não só de imposição, mas principalmente de discussão sobre o assunto que está tão em voga aqui dentro do Cepae. Então, o momento é de discussão, para que eles tenham oportunidade de trabalhar esses assuntos com todos os outros membros do Cepae”. A programação do evento está disponível no site da Cepae, no link disponível aqui. O evento conta com discussões e palestras, as ferramentas disponíveis na UFG para garantir a segurança de sua comunidade e discussões sobre como criar métodos para enfrentar e impedir a violência.

Fonte: Secom UFG

Categorias: educação Humanidades CEPAE