Weby shortcut
Icone Instagram
Icone Linkedin
Icone YouTube
Universidade Federal de Goiás
estação

UFG sedia workshop sobre climatologia no Cerrado

Criada em 11/10/19 16:27. Atualizada em 11/10/19 16:35.

Um dos resultados do evento foi a criação de uma agenda de colaboração entre instituições da região

Nos dias 3 e 4 do mês de outubro, o Instituto de Estudos Socioambientais (IESA/UFG) sediou o I Workshop de Climatologia do Cerrado Brasileiro, com a temática “Variabilidades, suscetibilidades e mudanças climáticas no contexto do Cerrado brasileiro”. Coordenado pelos professores Gislaine Cristina Luiz e Diego Tarley Ferreira Nascimento, o evento teve o objetivo de proporcionar a interação direta e de pesquisadores e técnicos vinculados a instituições de ensino superior e órgãos públicos localizados no Cerrado brasileiro, visando o aprofundamento, a consolidação e alguns avanços teórico-metodológicos na investigação a respeito da climatologia brasileira. 

O evento foi iniciado por uma palestra com o tema “Variabilidade e mudanças climáticas: cenários e prognósticos para o Cerrado brasileiro”, proferida pela Elizabete Alves Ferreira, meteorologista e Chefe do 10º Distrito do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET). Por meio de grupos de trabalhos, foram discutidos os métodos e as abordagens de pesquisas na área de variabilidade e mudanças climáticas, análise rítmica, eventos climáticos extremos, clima urbano, modelagem climática, climatologia e saúde, entre outros, com foco específico na área do Cerrado. 

estação
Estação meteorológica instalada na Bacia Hidrográfica do Ribeirão Santo Antônio, município de Iporá-GO, primavera de 2018. Acervo: Valdir Specian, 2018.

Além das pesquisas desenvolvidas em diferentes regiões do Cerrado com a temática clima, também foram retratadas experiências de destaque no ensino e na extensão, esse último aspecto envolvendo a visita supervisionada de estudantes de escolas da educação básica para conhecer equipamentos e estações meteorológicas, a produção e instalação de equipamentos e estações meteorológicas na própria escola e o fornecimento de explicações e notificações à sociedade por meio de programas de televisão e rádio, a respeito da variabilidade sazonal do clima e a ocorrência de eventos extremos e fenômenos climáticos.

estação
Visitas supervisionadas de estudantes na estação meteorológica existente na Universidade Federal de Goiás – Regional Jataí. Acervo: Regina Maria Lopes (2018)

Estiveram presentes cerca de 30 representantes, entre docentes, discentes e técnicos da Universidade Federal de Goiás (UFG), Universidade Estadual de Goiás (UEG – Câmpus Iporá), Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT – Câmpus do Araguaia), Universidade Federal de Uberlândia (Câmpus Santa Marta e Câmpus do Pontal) e da Universidade Federal do Tocantins (UFT – Câmpus de Porto Nacional).

climatologia
Último dia do evento, com momento para encaminhamento e deliberações para a formalização de uma rede colaborativa de pesquisa a respeito da climatologia do Cerrado. Acervo: Camila Carpenedo (2019)

Como desdobramento do evento, foi firmada uma parceria entre os participantes para a constituição de um grupo de pesquisa, previstos intercâmbios entre as instituições e órgãos públicos e, paralelamente, construída uma agenda de pesquisa em regime de colaboração. Para o professor Diego Tarley, o workshop abre um espaço para discussões acerca dos métodos e das abordagens de investigação contribuindo para a implementação de uma rede de colaboração entre pesquisadores atuantes na região do Cerrado e firmando a indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão na Universidade.

 

Fonte: Secom UFG

Categorias: Ciências Naturais