Weby shortcut
Icone Instagram
Icone Linkedin
Icone YouTube
Universidade Federal de Goiás
Hackaton Saúde

Hackathon Inovações para Saúde Pública mobiliza alunos de Goiás e de outros estados

Criada em 22/11/19 14:26. Atualizada em 22/11/19 15:20.

A abertura foi realizada no Centro de Eventos da UFG, do dia 21 de novembro

Ednamar Dias

Foi aberto na noite de 22 de novembro, no Centro de Eventos Ricardo Freua Bufaiçal, o 1º. Hackathon Inovações para Saúde Pública, com participação de alunos da Universidade Federal de Goiás e de outras instituições de ensino superior em Goiás, Minas Gerais, Santa Catarina, Tocantins, Bahia e de Barcelona, na Espanha.

A abertura contou com as presenças do reitor da UFG, Edward Madureira, da vice-Reitora Sandramara Matias Chaves, do pró-Reitor de Pesquisa e Inovação(PRPI), Jesiel Freitas Carvalho, da pró-Reitora Adjunta de Pesquisa e Inovação e Diretora de Transferência e Inovação Tecnológica da PRPI, Helena Carasek Cascudo, da Diretora de Pesquisa da PRPI, Rejane Faria, de dirigentes e colaboradores da UFG, autoridades e comunidade.

A pró-Reitora Adjunta de Pesquisa e Inovação, Helena Carasek, deu as boas-vindas aos presentes, cumprimentou os alunos pela disposição para encarar desafios, e a UFG pelo apoio à ciência. “Agradecemos também ao CEI - Centro de Empreendedorismo e Incubação da UFG, pela organização e divulgação do Hackathon; é uma equipe bastante envolvida em fazer um bom trabalho”, enfatizou.

O pró-Reitor de Pesquisa e Inovação, Jesiel Carvalho, ressaltou a importância do Hackathon, para revelar talentos, e buscar soluções, no meio acadêmico e na sociedade.”Esperamos grandes resultados dessa união de esforços pela Saúde Pública, e queremos ter notícias de muitos desses alunos, colaborando com pautas importantes para Goiás e para o mundo”, finalizou o pró-Reitor.

Hackaton Saúde
Jesiel Carvalho, ressaltou a importância do Hackathon, para revelar talentos, e buscar soluções, no meio acadêmico e na sociedade (Fotos: Carlos Siqueira)

 

“O fato de estarem aqui, já é uma grande conquista, isto é muito animador. Estudantes aqui presentes, usufruam bastante desse Hackathon, é uma grande oportunidade que a Universidade lhes oferece”, afirmou a vice-Reitora, Sandramara Matias Chaves, ao cumprimentar competidores, organizadores, e ressaltar a importância da iniciativa para a UFG e para a sociedade.

O Reitor Edward Madureira agradeceu a todos os colaboradores e parceiros da UFG. ”Cumprimentamos a todos que contribuem para a realização do Hackaton. Estudantes expressando seu potencial, para a construção de uma sociedade mais democrática, equipe da PRPI e parceiros.” Um agradecimento especial ao Daniel Vilela que, enquanto deputado federal, teve a sensibilidade de destinar recursos de uma emenda parlamentar para a UFG, permitindo que realizássemos este Hackathon e outros eventos importantes para a instituição e para a comunidade”, finalizou.

Hackaton Saúde
Professor Edward Madureira agradeceu as parcerias que tornaram o evento possível

 

Mesa-Redonda

O ex-Deputado Federal, Daniel Vilela, a Diretora de Pesquisa da PRPI e professora da Faculdade de Odontologia da UFG, Rejane Faria, e o Médico Anestesiologista, Fabiano Zumpano, participaram de uma mesa-redonda, compartilhando impressões sobre a Saúde Pública, a partir de experiências profissionais. Em seguida, responderam a questionamentos dos presentes. Com as equipes formadas, os alunos já começaram a colocar a mão na massa.

Nesta sexta-feira(22), as equipes participam de rodadas de mentorias e oficinas de validação e de pitch, uma modalidade dinâmica de apresentar um negócio ou ideia de negócio, bastante utilizada no mundo corporativo.A programação continua amanhã sábado(22), também com mentorias e rodadas de validação. A divulgação e a premiação das 3 equipes vencedoras estão previstas para 17 h30. Os prêmios totalizam 20 mil reais, sendo 10 mil para a primeira colocada, 6 mil reais para a segunda colocada e 4 mil reais para a terceira colocada.

Hackaton Saúde

 

Hackathon

Hackathon Inovações para Saúde Pública é uma maratona que busca soluções para demandas de usuários e profissionais de saúde, propostas por estudantes de diversos cursos. A dinâmica envolve ideação, criação de modelos de negócios, programação, design e validação de mercado.Os critérios de avaliação serão originalidade, impacto social, viabilidade técnica e financeira.

Os participantes contam com área de camping, barracas, segurança estações de trabalho com internet, alimentação e mentorias gratuitas.

Fonte: Secom UFG

Categorias: Institucional