Icone Instagram
Icone Linkedin
Icone YouTube
Universidade Federal de Goiás
Edesio - capa

Curso de Graduação em Química comemora 40 anos

Criada em 13/12/19 11:15. Atualizada em 13/12/19 16:07.

Evento homenageou professor Edésio Alcântara e formandos de 2019/2

Gustavo Motta

O Instituto de Química e Geociências da Universidade Federal de Goiás (IQG/UFG) nasceu em 1979. Desde então, o empenho de professores, estudantes e servidores técnico-administrativos foi responsável pelo crescimento e consolidação da antiga unidade acadêmica, dividida em 1997 com a criação dos atuais Instituto de Estudos Socioambientais (Iesa/UFG) e Instituto de Química (IQ/UFG). No mesmo período foi realizado o primeiro vestibular para o curso de Graduação em Química, que comemorou 40 anos na manhã da última quinta-feira (12).

Na ocasião, o Anfiteatro do IQ-1 recebeu estudantes e servidores para uma homenagem ao professor Edésio Alcântara, junto com os formandos de 2019/2. Com 29 anos de carreira na UFG, o docente ministrou disciplinas como “Química Fundamental”, orientou 12 pesquisadores no mestrado e foi o primeiro vice-coordenador de pós-graduação na unidade acadêmica. “Eu me lembro das dificuldades que enfrentávamos no começo, perdendo estudantes para outras instituições e tendo de lidar com a falta de condições materiais de trabalho. Felizmente, conseguimos trazer nossas ideias para cá e construímos um instituto que se tornou referência”, lembrou.

Edesio com a placa
Edésio Alcântara (direita) mostra Placa de Homenagem entregue pelas professoras Emília de Oliveira (esquerda) e Liliane Nunes (centro). Foto: Ana Fortunato

 

História

O plano curricular da graduação começou a ser desenvolvido em 1977, com elaboração conduzida pelo ex-reitor Ricardo Bufáiçal e os docentes Maria Zaira Turchi (Faculdade de Educação - FE/UFG), José Salum (Instituto de Ciências Biológicas - ICB/UFG), Juarez Milano (do então Instituto de Matemática e Física - IMF/UFG) e Maria Auxiliadora Barbosa Coelho, que foi a primeira coordenadora do curso.

Com o primeiro vestibular realizado em 1979, os ingressantes escolhiam depois se seguiam para o bacharelado ou licenciatura. “O que existia era um curso único, o que foi mudado em 2012 quando o ingresso passou a ocorrer em uma dessas duas opções”, destacou o docente Márlon Herbert Soares, responsável pelo panorama histórico. Ao todo, 102 professores passaram pela Graduação, sendo que 54 permanecem ativos. Já os servidores técnico-administrativos que passaram pelo antigo IQG e pelo atual IQ totalizaram 55, sendo que 34 estão na unidade.

Historia do IQ
Professor Márlon Herbert Soares fez um panorama histórico

 

Mesa

O Diretor do IQ/UFG, Wendell Coltro, destacou a relevância do instituto para a comunidade. “Quando nos deparamos com um Ministro da Educação dizendo que nossos laboratórios [das universidades públicas] produzem drogas, como metanfetamina, eu tenho orgulho de dizer que realizamos pesquisas que contribuem com a inovação e colocam a UFG em visibilidade”. Entre essas pesquisas, está a descoberta de que a cera de ouvido pode detectar câncer.

As Vice-Coordenadoras dos Cursos de Bacharelado e Licenciatura em Química, respectivamente, Nyuara Mesquita e Gabriela Mendes Duarte, contaram um pouco de suas passagens pelo instituto. “Esse é um momento que nos traz muitas boas recordações, e espero que tenhamos mais uma década de muito sucesso”, destacou Nyuara, que teve seu primeiro contato com o então IQG quando ingressou na graduação em 1986. Gabriela entrou também como estudante, em 1994: “Cresci junto com esse instituto, onde me sinto feliz e realizada”.

O Pró-Reitor Adjunto de Graduação (Prograd/UFG), Israel Elias Trindade, parabenizou o envolvimento de toda a unidade acadêmica na comemoração dos 40 anos, e se dirigiu aos estudantes presentes: “Espero que vocês tomem como exemplo as histórias exitosas do IQ, como as que fizeram parte da trajetória do professor Edésio Alcântara, para retornar no futuro a esse instituto e compartilhar novos avanços”.

Mesa diretiva IQ
Mesa Diretiva: Da esquerda à direita, Nyuara Mesquita, Gabriela Mendes Duarte, Israel Elias Trindade e Wendell Coltro

 

Música

A cerimônia teve uma abertura musical com apresentação de jongo, estilo musical afro-brasileiro que conta com a participação de tambores e que foi mostrado ao público com instrumentos de corda. O momento musical foi conduzido pelos estudantes da Escola de Música e Artes Cênicas (Emac/UFG) Mário Sales e André Marcílio.

Apresentação 40 anos IQ
Mário Sales (esquerda) e André Marcílio (direita), realizam apresentação musical na abertura da comemoração

Fonte: Secom/UFG

Categorias: Institucional