Weby shortcut
Icone Instagram
Icone Linkedin
Icone YouTube
Universidade Federal de Goiás

Nossa história daria um filme

Criada em 12/09/13 11:54. Atualizada em 21/08/14 11:47.

Logo Jornal

Publicação da Assessoria de Comunicação da Universidade Federal de Goiás 
ANO VII – Nº 61 – AGOSTO – 2013

Nossa história daria um filme

Série de documentários que apresenta histórias de Goiânia sob pontos de vista de moradores

Texto: Marília Almeida | Fotos: Acervo MIS/GO

 

 Nossa história daria um filme

Em comemoração ao aniversário de Goiânia, a TV UFG está exibindo, desde o mês de abril, a campanha Goiânia 80 anos, com vinhetas e debates sobre a cultura e a história da cidade, com a intenção de celebrar a data, mas também discutir sobre as expectativas da população em relação à cidade onde eles vivem. Uma das iniciativas foi a produção da série Nossa história daria um filme, de 11 documentários sobre a história da cidade, construídos a partir de narrativas de moradores de bairros representativos.

A produção é resultado de um projeto do Laboratório de Produções Audiovisuais e Televisivas Integradas (Telelab), do Curso de Jornalismo da Faculdade de Informação e Comunicação (FIC), da UFG aprovado, em 2011, no edital do Programa de Extensão Universitária do Ministério da Educação (Proext) e executado durante o ano de 2012 em co-produção com a Fundação RTVE e TV UFG.

Idealizado pela professora Rosana Borges (FIC/UFG) e pelo historiador Fernando Viana, o projeto resgata a história das comunidades goianienses por meio da percepção de seus moradores, apresentando personalidades ligadas à trajetória da capital. “O 'Nossa história' subverte a lógica hegemônica do fazer histórico, que comumente dá voz apenas aos que estão nas engrenagens do poder. Pessoas anônimas, que, de muitas maneiras, construíram a história de Goiânia, são o foco central dos documentários. A ideia é dar visibilidade ao invisível, às trajetórias, significações e existências, na perspectiva do bairro que, no conjunto da série, é também um olhar sobre a cidade, suas tramas e seus dramas”, explica Rosana Borges, coordenadora do projeto.

Michael Valim, um dos diretores da produção, ressalta que a comunidade de cada bairro visitado abraçou a realização dos documentários e que as vivências com os moradores propiciaram à equipe o entendimento de quão poderosa é a memória coletiva, muitas vezes, adormecida ou escondida pelo discurso oficial. “Em cada lugar que visitamos, descobrimos histórias e personagens maravilhosas que de fato construíram essa bela e contraditória metrópole do Cerrado, que completa oito décadas esse ano", relata Michael Valim.

Para Fernando Viana, que divide a direção da série com Valim, o contato com alguns moradores evidenciou o quanto é valioso o encontro entre aqueles que vivenciaram as primeiras décadas de Goiânia com as novas gerações, uma vez que isso propicia uma outra percepção da história da cidade. “Por meio da memória dos moradores, é possível ampliar nosso olhar sobre Goiânia. A  história de uma cidade não se resume aos projetos e às ações dos governantes ou dos donos do poder econômico”, defende o historiador.

Construção do Cine Teatro Goiânia, em1941

Construção do Cine Teatro Goiânia, em 1941

A exibição da série na TV UFG começará com um especial sobre Goiânia, seguido de documentários, de 40 minutos de duração, sobre alguns de seus bairros que representam diferentes regiões da capital: Novo Mundo, Nova Esperança, Vila Nova, Setor Pedro Ludovico, Vila União e Jardim Guanabara, além do Centro e de Campinas, que terão dois episódios cada.

Em 2013, a equipe responsável pelo projeto propôs a execução de um longa-metragem que dará continuidade à série, intitulado Goiânia: nossa história daria um filme. O objetivo do longa é abordar a capital goiana numa perspectiva mais ampla e próxima de sua totalidade histórica. O novo projeto já foi aprovado no Proext 2013.

corrida de motovelocidade, em 1961

Corrida de motovelocidade passando pela Praça do Bandeirante, em 1961

A série de documentários será lançada em outubro em três diferentes momentos. Como uma forma de retribuir a contribuição da comunidade na construção da série, serão realizados lançamentos com projeções em cada um dos bairros participantes. No dia 21 de outubro, às 19h30, no Centro Municipal de Cultura Goiânia Ouro, será realizado o lançamento para toda a sociedade, com a exibição do documentário que inicia a série, dedicado à Goiânia como um todo. O evento é aberto ao público.

No dia em que a cidade completa 80 anos, em 24 de outubro, a TV UFG estreia a série “Nossa história daria um filme” em sua programação. De 24 de outubro a 4 de novembro, a emissora exibirá a cada dia, sempre às 20h, um dos 11 documentários que compõem a série. Além da transmissão por meio do canal 14 em sinal aberto e canal 13 da NET-Goiânia, é possível assistir a série também pela internet, nas mesmas datas e horários, nos endereços: www.tvufg.org.br ou www.rtve.org.br. As vinhetas de divulgação do especial já estão disponíveis no sítio: www.tvufg.org.br/nossahistoria.

Fonte: TV UFG

Categorias: TV UFG documentário Goiânia

Arquivos relacionados Tamanho Assinatura digital do arquivo
61 p16 309 Kb b3ac053a3e5a017c560a31f5834d2159