Weby shortcut
Icone Instagram
Icone Linkedin
Icone YouTube
Universidade Federal de Goiás

UFG expande infraestrutura

Criada em 21/01/14 16:18. Atualizada em 14/05/15 15:47.

Logo Jornal

Publicação da Assessoria de Comunicação da Universidade Federal de Goiás 
ANO VII – Nº 64 – NOVEMBRO / DEZEMBRO – 2013

UFG expande infraestrutura

Graças à implementação de políticas públicas do governo federal, do apoio de parlamentares goianos e outros parceiros, importantes obras foram viabilizadas

Texto: Ascom | Fotos: Carlos Siqueira, Vinícius de Morais e Tiago Gebrim

Biblioteca

Novo prédio da Biblioteca Câmpus I - Praça Universitária tem estrutura moderna, com amplos espaços internos e mais iluminação natural 

A partir de dezembro de 2007, a UFG trabalhou na reestruturação de seus projetos acadêmicos, na aquisição de equipamentos, na realização de concursos públicos para contratação de servidores docentes e técnico-administrativos, no planejamento estratégico e na execução de obras necessárias para que ocorresse a completa implantação do Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais (Reuni).

A elaboração dos projetos das 233 edificações ficou a cargo do Centro de Gestão do Espaço Físico (Cegef). Estas obras, que representaram um aumento de 90% na área construída da UFG, foram financiadas com recursos do Programa Reuni, do orçamento da UFG, de emendas apresentadas pelos parlamentares goianos no Congresso Nacional e do Programa CT-Infra/Finep.

No Câmpus Samambaia, entre as obras concluídas, destacam-se: o Centro de Cultura e Eventos Ricardo Freua Bufáiçal, os quatro Centros de Aulas (Aroeira, Baru, Caraíba e Pequi), o Centro de Recursos Computacionais (Cercomp), o Centro Integrado de Aprendizagem em Rede (Ciar), os Laboratórios de Análise e Gerenciamento Ambiental de Recursos Hídricos (Lamarh), de Processamento de Imagens e Geoprocessamento (Lapig) e de Informação e Comunicação (Labicom), as passarelas cobertas e iluminadas, o Centro Regional para Desenvolvimento Tecnológico e Inovação (CRTI), o Núcleo Takinahakỹ de Formação Superior Indígena (Oca Indígena), as novas sedes dos Institutos de Matemática e Estatística (IME), de Informática (INF) e de Estudos Socioambientais (Iesa), da Faculdade de Artes Visuais (FAV), o Centro de Saúde Câmpus Samambaia, a Casa do Estudante Universitário Samambaia (CEU V), a quadra poliesportiva e a reforma do Restaurante Universitário.

Já no Câmpus Colemar Natal e Silva, são destaques: o novo prédio da Biblioteca, o Centro de Aulas D, o Centro Cultural UFG, o Laboratório de Reprodução Humana, a nova sede da Faculdade de Farmácia, o avanço das obras do Bloco de Internação do Hospital das Clínicas (HC) e as reformas do prédio da Faculdade de Direito e do Bloco B da quadra das Escolas de Engenharia.

Centro Cultural da UFG

Novo prédio do Centro Cultural UFG, no Câmpus Colemar Natal e Silva, Regional Goiânia

 

O desafio virou realidade

O Reuni proporcionou uma possibilidade única de crescimento da instituição. Graças ao programa, grandes obras físicas foram inauguradas, novos equipamentos foram adquiridos e a quantidade de cursos oferecidos foi ampliada, garantindo a duplicação da oferta de vagas em seus Processos Seletivos. Os servidores técnico-administrativos deram suporte para a superação do desafio de dobrar o tamanho da UFG no período de seis anos.

Dando continuidade ao processo de expansão de vagas nas universidades federais, o governo federal aprovou, em 2011, a implantação de 47 novos câmpus. No contexto dessa nova expansão, a UFG abrigará mais dois novos câmpus que terão suas obras iniciadas em 2014: um em Aparecida de Goiânia, região metropolitana da capital goiana, e outro na Cidade Ocidental, no entorno do Distrito Federal. As áreas já estão definidas e uma comissão estuda os cursos a serem implantados, com base na vocação dos municípios e região dos novos câmpus.

 

Desenvolvimento regional

O primeiro câmpus fora de sede da UFG, o Câmpus Jataí (CAJ), data de 1980. Com a implantação do Projeto de Expansão das Instituições Federais de Ensino Superior, em 2005, e, posteriormente, do Reuni, diversas ações administrativas e acadêmicas puderam ser implementadas. Atualmente, são oferecidos 25 cursos de graduação distribuídos na Unidade Riachuelo, no centro da cidade, e na Unidade Jatobá, no setor Parque Industrial, além de cinco cursos de mestrado. Hoje, são 227 professores e 72 técnico-administrativos no quadro efetivo da universidade, que tem uma área de 37,6 mil m² por onde circulam mais de quatro mil pessoas.

Câmpus Jataí

Câmpus Jataí: expansão ocorreu igualmente no interior

 

O Câmpus Catalão (CAC) teve a aprovação de seu regimento interno pelo Conselho Universitário (Consuni), em 2007, mas suas atividades de graduação se iniciaram, em 1983, quando a unidade era um projeto de extensão da UFG para a interiorização da formação de professores. Quando o Reuni começou a ser discutido, além dos dois cursos iniciais, Licenciaturas Plenas em Geografia e Letras, outros cinco estavam estruturados: Licenciaturas Plenas em Matemática e Pedagogia, Educação Física e Bacharelado e Licenciatura em História. Hoje, são 26 cursos de graduação, quatro cursos de mestrado e 20 de especialização, somando uma comunidade acadêmica com mais de quatro mil pessoas.

Câmpus Catalão

Câmpus Catalão também tem seu centro de aulas

A antiga capital, Vila Boa, foi sede de uma das primeiras faculdades de Direito do país, no final do século XIX. Em reconhecimento à sua importância histórica e visando dar suporte à juventude local, a UFG decidiu reabrir o curso de Direito. Em 2009, foi instituído o Câmpus Cidade de Goiás, que tinha mais outros dois cursos: Filosofia e Serviço Social. Além destes, hoje o Câmpus oferece ainda o curso de Administração. A nova fase da UFG na Cidade de Goiás começou com a realização de eventos nacionais e regionais que movimentaram a vida acadêmica no câmpus.

O acesso ao ensino superior público nos câmpus fora de sede também foi ampliado, graças à melhoria das condições de permanência nos cursos proporcionada pela oferta de bolsas de graduação, pesquisa e extensão.

Câmpus Cidade de Goiás

Câmpus Cidade de Goiás ganha prédio próprio

 

Câmpus fora de sede

Os câmpus instalados fora da capital também vivenciaram uma grande ampliação do seu quadro de pessoal e da sua infraestrutura. Parte dos investimentos foram viabilizados com recursos recebidos, em 2005, pelo Programa de Expansão das Instituições Federais de Ensino Superior, que teve por objetivo a criação de cursos de ensino superior no interior do país.

No Câmpus Catalão, merecem destaque importantes obras que foram concluídas ou estão em fase de conclusão: prédios de salas de aula, laboratórios, quadras de esporte cobertas, piscina, vestiários, edifício das Engenharias, bloco administrativo, edifício multifuncional (laboratórios, gabinetes), unidade de pesquisa e pós-graduação, e Restaurante Universitário.

Em Jataí, foram concluídas ou estão em execução as obras dos blocos de salas de aula, dos edifícios da Educação Física, do Restaurante Universitário, do Hospital Veterinário, do Centro de Ciências Humanas e da Engenharia Florestal. A construção de uma nova biblioteca está sendo licitada, com previsão para ser concluída em 2015.

No Câmpus Cidade de Goiás, foi entregue o Centro de Aulas com espaço para o gabinete dos professores e ambientes administrativos. Diversas reformas foram realizadas, visando à melhoria das condições de funcionamento do câmpus. Está previsto para 2014 o início da construção da biblioteca.

 

 

 

Centro de Aulas

Ambientes amplos, arejados e equipados com projetores multimídia e ar-condicionado. Assim são os Centros de Aulas que trouxeram mais qualidade às atividades de ensino na UFG. O primeiro prédio com essa concepção, o Centro de Aulas Aroeira, foi inaugurado em 2008, no Câmpus Samambaia. Com isso, foi possível uma readequação dos espaços dos prédios das unidades acadêmicas, de forma a atender às antigas demandas, como a criação de laboratórios e gabinetes de professores.

Obra Construção Hospital das Clínicas

Em 2002, a UFG recebeu do Ministério da Saúde recursos parciais para o início da construção do novo Bloco de Internação do Hospital das Clínicas (HC). Essa edificação permitirá a implantação de 600 leitos hospitalares, distribuídos em seus 20 andares. Em 2005, recursos adicionais do Ministério da Saúde permitiram a construção dos subsolos 1 e 2, cujos serviços foram finalizados em 2007. Em 2012, com a liberação de recursos de novas emendas de bancada e da inserção da obra no Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários (Rehuf), nova licitação foi feita para a conclusão do prédio, que tem previsão para se efetivar em 2015.

Portal UFG

De forma pioneira entre as universidades federais brasileiras, a UFG adotou em 2010 um modelo de descentralização orçamentária entre os seus câmpus, garantindo que cada um tivesse autonomia para definir suas prioridades na execução orçamentária. Em 2013, o orçamento da UFG definido pela Lei Orçamentária Anual (LOA) foi de, aproximadamente, R$ 800 milhões, dos quais 80% foram destinados para a folha de pagamento.

Posto de Saúde

O Centro de Saúde Câmpus Samambaia dará assistência às 40 mil pessoas da região norte da capital entre funcionários, servidores, alunos da UFG e moradores de bairros vizinhos ao Câmpus II. A unidade de saúde está preparada para tratar casos de menor complexidade e também contribuirá com a comunidade na retirada do check-in para consultas. A prefeitura é responsável pela equipe de profissionais de saúde e a UFG, pelo espaço físico e equipamentos.

Núcleo Takinahakỹ de Formação Superior Indígena - Oca

Núcleo Takinahakỹ de Formação Superior Indígena , no Câmpus Samambaia, é sede da graduação em Educação Intercultural e da especialização em Educação Intercultural e Transdisciplinar, Gestão Pedagógica. A obra de 705,65 m² foi construída por meio de convênio com a Fundação Nacional do Índio (Funai), com recursos da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização, Diversidade e Inclusão, do Ministério da Educação (Secadi/MEC)

Categorias: Infraestrutura Expansão Obras desenvolvimento

Arquivos relacionados Tamanho Assinatura digital do arquivo
64 p16e17 533 Kb 98ea2ff8bca561eb8a57ea2019372849