Weby shortcut
Icone Instagram
Icone Linkedin
Icone YouTube
Universidade Federal de Goiás

Agronomia e Veterinária somam conquistas

Criada em 17/04/13 16:03. Atualizada em 21/08/14 11:46.

Logo Jornal

Publicação da Assessoria de Comunicação da Universidade Federal de Goiás 
ANO VII – Nº 57 – ABRIL – 2013

Agronomia e Veterinária somam conquistas

Homenagens, eventos acadêmicos e culturais marcam data histórica de duas das unidades pioneiras da UFG

Texto: Layane Palhares | Fotos: Carlos Siqueira


O ano de 2013 segue marcado pelas comemorações do cinquentenário de duas das primeiras unidades da Universidade Federal de Goiás (UFG). A Escola de Agronomia (EA) e a Escola de Veterinária e Zootecnia (EVZ) são algumas das unidades de destaque com relevantes serviços prestados à sociedade, especialmente por meio da formação de profissionais qualificados, preparados para o mercado de trabalho, e de contribuições significativas em pesquisa e extensão.


As atividades comemorativas ocorrerão durante todo o ano. O diretor da EVZ, professor Marcos Barcellos Café, informa que para marcar a passagem dos 50 anos da unidade serão organizados eventos acadêmicos, como cursos e palestras, e um livro de memórias que já está sendo editado. “O objetivo do livro é não só retratar a história de maneira cronológica, mas também resgatar memórias por meio dos depoimentos de servidores docentes e técnico-administrativos que foram fundamentais para a nossa história", disse Marcos Barcellos.


Já a Escola de Agronomia deu início às atividades de comemoração do seu quinquagésimo aniversário no dia primeiro de março. Durante o evento, ocorreram discursos emocionados e algumas homenagens a servidores, ativos e aposentados. Entre eles, o diretor da unidade, professor Juarez Patrício de Oliveira Júnior. “A Escola tem hoje 1.076 alunos matriculados nos três cursos de graduação e 212 nos quatro programas de pós-graduação que coordena. Aqui, nesta escola, foram formadas várias gerações de profissionais responsáveis pelo agronegócio do nosso estado e do nosso país e os próximos anos dessa história deverão ser escritos com a mesma responsabilidade, compromisso e dedicação que tivemos até aqui”, disse emocionado Juarez Patrício Júnior.

Escola de Agronomia da UFG

Escola de Agronomia da UFG

 

Agronomia e mercado

Atualmente a Escola de Agronomia conta com três cursos de graduação: Agronomia, Engenharia de Alimentos e Engenharia Florestal e o crescimento da infraestrutura nos últimos anos é visível. Essa história começou no mês de março de 1963, quando foi autorizado  à UFG o funcionamento dos cursos de Agronomia e Medicina Veterinária, mas foi no dia 14 de outubro de 1966 que efetivou-se a criação da Escola de Agronomia e Veterinária. Os cursos funcionaram juntos até o final de 1981, quando ocorreu o desdobramento da unidade em Escola de Agronomia e Escola de Veterinária, especialmente devido às grandes proporções que os dois cursos tomaram.


A Escola de Agronomia conta com um periódico científico, existente desde 1971, que surgiu da necessidade de se registrar e difundir resultados de pesquisas pioneiras na área de Ciências Agrárias desenvolvidas na UFG e na região central do Brasil. A princípio, o periódico foi intitulado Anais das Escolas de Agronomia e Veterinária, atualmente a revista é chamada de Pesquisa Agropecuária Tropical e pode ser visualizada on-line através do site (http://www.revistas.ufg.br/index.php/pat).


No âmbito da pós-graduação, a história da EA inicia-se com o Programa de Pós-graduação em Agronomia, especificametne na área de Genética e Melhoramento de Plantas, com a criação do curso de mestrado em 1985 e do doutorado em 1993, o primeiro da área na região Centro-Oeste. Atualmente o Programa conta com três áreas de concentração: Genética e Melhoramento de Plantas, Produção Vegetal e Solo e Água, todas oferecidas nos níveis de mestrado e doutorado.


Em 1999, é implantado o curso de graduação em Engenharia de Alimentos e a unidade passou a ser denominada de Escola de Agronomia e Engenharia de Alimentos. Em parceria com outras unidades acadêmicas da UFG, no ano de 2004, a EA passou a oferecer os cursos de mestrado em Agronegócio e em Ciência de Alimentos. Em 2005, gentil e corajosamente, a EA decidiu abrigar os novos cursos de Ciências Econômicas, Ciências Contábeis e de Administração, oferecidos no período noturno, até que fosse criada a unidade acadêmica própria, o que ocorreu em 2009 com o surgimento da Faculdade de Administração, Ciências Contábeis e Ciências Econômicas (FACE). Nesse mesmo ano, a EA passou a oferecer o curso de Engenharia Florestal e o nome da unidade voltou a ser apenas Escola de Agronomia.


Durante as comemorações do cinquentenário da Escola de Agronomia, foram inaugurados o Centro de Aulas Pequi e os laboratórios de Nematologia e de Manejo Integrado de Pragas. Para Juarez Patrício de Oliveira Júnior, a escola passou por uma transformação muito grande, principalmente depois do Programa de Apoio a Planos de Reestruturação e Expansão das Universidades Federais (Reuni). “Até 1999, a escola tinha um número de salas de aula bastante limitado, mas com algumas doações, parcerias e o advento do Reuni conseguimos fazer inúmeras reformas, além da construção de novos prédios”, disse o diretor.

Hospital Veterinário

Hospital de Medicina Veterinária da UFG

 

Medicina Veterinária: novas fronteiras

Um ano depois de constituir-se unidade própria, em 1982, a Escola de Veterinária e Zootecnia passa a oferecem dois cursos de graduação: Medicina Veterinária e Zootecnia. O curso de Medicina Veterinária da UFG possui conceito máximo na avaliação de cursos superiores do Ministério da Educação (MEC) e está entre os dez do país, o que é motivo de orgulho para o diretor da unidade, professor Marcos Barcellos Café.


“Dentro da escola, temos uma estrutura de laboratórios bastante satisfatória. Entre eles está o Centro de Pesquisa e Alimentos, onde realizamos cerca de 30 mil análises por mês. Na parte de Zootecnia, temos sete setores de campo: a avicultura, parte experimental e comercial, bovino de corte, bovino de leite, caprinocultura e ovinocultura, piscicultura e suinocultura, além da fábrica de ração. Tudo isso para dar um suporte de qualidade aos nossos alunos. Temos também a Fazenda Tomé Pinto, destinada aos experimentos tanto para os cursos de mestrado quanto de doutorado.” disse ele.

Hospital Veterinário – Os estudantes de Medicina Veterinária e a comunidade em geral têm o privilégio de contar com um Hospital Veterinário (HV) no Câmpus Samambaia. Fundado em 1980, já passaram por ali diversos profissionais docentes, residentes, graduandos e pós-graduandos que também contribuíram o órgão, fazendo do HV uma referência quando o assunto é atendimento veterinário. “Hoje, temos uma estrutura que eu considero uma das melhores do país. Apesar de ser antigo, o Hospital é muito bem equipado, sedia residência médica e possui várias especialidades que já são referencias nas clínicas de Goiânia e do Centro-Oeste”, informa Marcos Barcellos.


A Escola de Veterinária e Zootecnia também conta com um periódico trimestral chamado Ciência Animal Brasileira que publica trabalhos originais de pesquisa científica em Medicina Veterinária, Zootecnia, Biologia e áreas correlatas, em forma de artigos científicos. A revista é publicada normalmente nas datas de 31 de março, 30 de junho, 30 de setembro e 31 de dezembro e pode ser acessada on-line por meio do site (http://www.revistas.ufg.br/index.php/vet).

Arquivos relacionados Tamanho Assinatura digital do arquivo
57 P4 796 Kb 0ebd83a91a4d8fdb51c5921eb2fd5972