Weby shortcut
Icone Instagram
Icone Linkedin
Icone YouTube
Universidade Federal de Goiás

Bem-vindos à TV Digital Interativa

Criada em 02/06/15 16:00. Atualizada em 30/06/15 11:31.

cabeçalho 73

 

Equipamentos para foto e vídeo do Media Lab.

Bem-vindos à TV Digital Interativa

Desenvolvido em parceria entre o MediaLab e a TV UFG, projeto que visa pesquisa e produção de conteúdo transmídia, já está com sua primeira iniciativa em andamento
Texto: Lorena de Sousa | Fotos: Carlos Siqueira e Media Lab

 

No ano de 2011, o Ministério das Comunicações, por meio da Rede Nacional de Pesquisa (RNP), realizou a chamada pública GingaBrLAbs com o objetivo de equipar dez emis- soras educativas e culturais ou universitárias com laboratórios de pesquisa e desenvolvimento de aplicações interativas para a Televisão Pública Digital Interativa. A Fundação Rádio e Televisão Educativa e Cultural (RTVE) foi uma das contempladas, recebendo um conjunto de equipamentos com computadores, monitores, câmeras e uma ilha de edição com a tecnologia de ultra-alta definição – o 4k.


A intenção é que os laboratórios instalados ofereçam às comunidades locais cursos de capacitação e desenvolvimento de aplicativos interativos. Durante a primeira etapa do projeto, a Fundação RTVE elaborou um aplicativo para o programa semanal Conexões. “Porém, devido ao pouco espaço físico, a fundação não conseguiu montar uma infraestrutura para oferecer cursos à comunidade”, contou Michael Valim, um dos diretores da TV UFG.


A partir disso, A TV UFG organizou uma parceria com o laboratório multiusuário MediaLab para que os equipamentos ficassem em um lugar adequado. Além de uma ótima estrutura, foram agregados ao projeto profissionais, alunos e pesquisadores do laboratório. “Reunimos a força de produção da TV UFG e a força de pesquisa do MediaLab para atender demandas institucionais e comunitárias”, explicou Cleomar Rocha, coordenador do laboratório.


A perspectiva é que no MediaLab funcione uma área de pesquisa em formatos e conteúdos transmídia, ou seja, aqueles que contemplam uma série de mídias e podem ser acessados a partir de smar- tphones, tablets, tvs, videogames, e outros. Essa série de dispositivos têm a possibilidade de receber conteúdo em partes específicas ou integralmente.


Hoje, a produção de conteúdo para Smart TV tem sido limitada a usar gestos para realizar ações relacionadas ao próprio equipamento, como abaixar e aumentar o volume. As propostas das pesquisas realizadas no MediaLab é possibilitar que essa produção seja relacionada diretamente ao conteúdo. “Além dessa vertente, a ideia é trabalhar com modelos que ultrapassem a noção de meramente comercial de conteúdos transmídia”, comentou Cleomar Rocha.


Primeiros passos


A expectativa é que até o final do mês de junho todo o equipamento esteja instalado no MediaLab. “Esperamos que, com tudo montado, em agosto já estejamos em plena produção”, disse Cleomar Rocha. A estrutura do laboratório inclui um estúdio de áudio, de TV e um espaço para pós-produção, onde serão montados os equipamentos. O próximo passo é oferecer um treinamento que alinhe os conhecimentos instrumentais dos equipamentos.


A primeira iniciativa já está em andamento. Trata- se de um trabalho envolvendo conteúdo direcionado à internet e TV para a comemoração dos 82 anos de Goiânia. “Nesse momento estamos iniciando um projeto de mapeamento digital da história e das manifestações culturais dos bairros de Goiânia, que comporá um portal e possibilitará a participação das comunidades dos bairros na construção do projeto”, disse Michael Valim. Segundo o professor Cleomar Rocha, em 24 de outubro o objetivo é começar a veicular esse conteúdo.

A expectativa dos envolvidos é maior porque até agosto de 2016 a televisão analógica será desligada em Goiânia. “O planejamento que estamos trabalhando, estabelece que a TV UFG irá colocar o seu sinal digital no ar, por meio do canal 15UHF, no início do próximo ano, o que representará uma bela oportunidade de oferecer conteúdo interativo para nosso público, principalmente, aqueles ligados à difusão cultural, científica, educativa, artística e da cidadania”, garantiu Michael Valim.

 

Nova câmera de segurança instalada.

Novos equipamentos já chegaram e devem ser instalados até o final desse semestre

 

MediaLab
Segundo o professor Cleomar Rocha, a proposta do laboratório é ser um centro de pesquisa, desenvolvimento e inovação em mídias interativas. Ele é multiusuário e tem como prerrogativa o trabalho de desenvolvimento de tecnologias pró- prias voltadas para a formação de pesquisadores. O MediaLab surgiu com a proposta de se tornar referência nacional na área de pesquisas e inovação tecnológica.

 

Pesquisadores ajustando equipamentos de foto e vídeo no Media Lab.

 

Categorias: mídias interativas MediaLab TV UFG